Direto

Acompanhe as etapas em direto

Seguir o Direto no facebook: https://www.facebook.com/notes/volta-ao-algarve/direto-da-5%C2%AA-etapa-tavira-vilamoura-1558-km/410195869124596

CLASSIFICAÇÕES

5.ª Etapa: Tavira – Vilamoura, 155,8 km

1.º Mark Cavendish (Omega Pharma-QuickStep), 3h24m10s (Média: 45,786 km/h)

2.º Arnaud Démare (FDJ.fr), mt

3.º Bryan Coquard (Europcar), mt

4.º José Joaquín Rojas (Movistar), mt

5.º Sacha Modolo (Lampre-Merida), mt

6.º Alexey Tsatevitch (Katusha), mt

7.º Danilo Napolitano (Wanty-Groupe Gobert), mt

8.º Igor Boev (Rusvelo), mt

9.º Thomas Leezer (Belkin), mt

10.º Yoann Offredo (FDJ.fr), mt

Geral Individual

1.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep), 16h29m57s

2.º Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), a 19s

3.º Rui Costa (Lampre-Merida), a 32s

4.º Alexandre Geniez (FDJ.fr), a 1m13s

5.º Wilco Kelderman (Belkin), a 1m32s

6.º Rubén Fernández (Caja Rural-RGA Seguros), a 1m33s

7.º Eduard Prades (OFM-Quinta da Lixa), a 1m35s

8.º Christopher Horner (Lampre-Merida), mt

9.º Simon Spilak (Katusha), a 1m41s

10.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte), a 1m42s
Vitória de Mark Cavendish (Omega Pharma-QuickStep) ao sprint.

Omega Pharma-QuickStep comanda o pelotão na entrada para o derradeiro quilómetro.

2 km para a meta. pelotão agrupado.

3 quilómetros para o final. Tudo junto.

Pelotão compacto a 4 quilómetros do final.

5 quilómetros para a meta e o pelotão mantém-se compacto. Adivinha-se uma jornada de sprinters.

10 quilómetros para a meta. Pelotão compacto.

Os corredores já estão na última volta ao circuito. Adivinha-se uma chegada ao sprint.

km 143,9: O pelotão passa na linha de meta, comandado pela Europcar.

km 141: Fuga anulada. Pelotão compacto a 14 quilómetros do final.

km 138: A diferença cai para 18 segundos. A fuga está condenada.
km 137: Apenas 21 segundos

km 126: 35 segundos. O pelotão quer manter os fugitivos a uma distância controlada, que seja facilmente anulada perto do final da etapa.

km 132: Os seis escapados passam pela terceira vez na meta com 37 segundos de vantagem sobre o pelotão. Faltam 23,8 quilómetros para o final da 40.ª Volta ao Algarve.

km 120: Já depois da segunda passagem pela meta, a diferença cai para 34 segundos. A perseguição é comandada pela FDJ.fr e pela Europcar, interessadas em proporcionar uma chegada compacta aos seus sprinters, e pela Omega Pharma-QuickStep, que defende a liderança de Michal Kwiatkowski e que também pode estar interessada num sprint, onde conta com três homens para brilhar, Mark Cavendish, Alessandro Petacchi e Mark Renshaw.

km 118: 52 segundos de diferença entre o pelotão, comandado pela FDJ.fr e pela Omega Pharma-QuickStep, e os fugitivos.

km 110: Pelotão a 1m02s de Garikoitz Bravo (Efapel-Glassdrive), Ángel Madrazo (Caja Rural-RGA Seguros), Delio Fernández (OFM-Quinta da Lixa), Jan Barta (Netapp-Endura), Francisco Moreno (Louletano-Dunas Douradas) e Oscar Pujol (SkyDive-Dubai)

km 108,2: Os seis fugitivos fazem a primeira das cinco passagens pela meta. Faltam 47 quilómetros para o final. O pelotão está a 58 segundos do sexteto mais adiantado.

Estão encontrados os vencedores das camisolas da montanha e das metas volantes, Valter Pereira (Banco BIC-Carmim) e César Fonte (Rádio Popular), respetivamente.

km 91,5: 1m10s. Omega Pharma-QuickStep à frente do pelotão.

Km 87,9: Azar para os fugitivos. Tiveram de parar numa passagem de nível, ficando apenas com 30 segundos de vantagem.

km 77,5: A vantagem diminui: 1m58s

km 69,1: Ordem de passagem na meta volante do Rei dos Frangos:
1.º Jan Barta (Netapp-Endura)
2.º Francisco Moreno (Louletano-Dunas Douradas)
3.º Delio Fernández (OFM-Quuinta da Lixa)

km 65: A diferença mantém-se estabilizada: 2m17s

km 62: Os escapados têm 2m10s.

km 51,5: A diferença cresce para 2m02s.

km 49,5: São seis os homens em cabeça de corrida e parece estar formada a fuga da etapa, porque o pelotão já está a 1m25s dos fugitivos. Composição do grupo de escapados: Garikoitz Bravo (Efapel-Glassdrive), Ángel Madrazo (Caja Rural-RGA Seguros), Delio Fernández (OFM-Quinta da Lixa), Jan Barta (Netapp-Endura), Francisco Moreno (Louletano-Dunas Douradas) e Oscar Pujol (SkyDive-Dubai)

Na primeira hora de corrida “voou-se” a 48 km/h.
km 41: Nova tentativa de fuga de três corredores: Jan Barta (Netapp-Endura), Francisco Moreno (Louletano-Dunas Douradas) e Oscar Pujol (SkyDive-Dubai). Pelotão a 20 segundos.

Finalmente, está determinada a ordem de passagem na meta volante instalada junto ao Restaurante Alpendre:
1.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep)
2.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte)
3.º Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep)

km 33,2 Fim de fuga. Pelotão completamente estirado. Podem dar-se surpresas, tendo em conta que o vento é muito forte.

km 31: A iniciativa dos fugitivos esmorece: apenas 25 segundos.

km 24,5: O pelotão rola a 55 segundos do trio em cabeça de corrida.

km 15: Bjorn Thurau (Europcar), Ángel Madrazo (Caja Rural-RGA Seguros) e Kirill Pozddnyakov (Rusvelo). Saem do pelotão.

Os comissários estão a analisar as imagens da primeira meta volante para determinarem a ordem de passagem.

km 13: Pelotão compacto, apesar de várias tentativas de fuga.

Foi dada a partida real para a última etapa da Volta ao Algarve.

Bom dia,

Sejam bem vindos à quinta e última etapa da 40.ª Volta ao Algarve, 155,8 quilómetros entre Tavira e Vilamoura. Espera-se que seja uma jornada de consagração do polaco Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep) como vencedor da corrida. No entanto, o interesse desportivo está assegurado, pois os muitos velocistas do pelotão querem mostrar os seus dotes. Espera-se, portanto, uma etapa discutida a sprint.

Locais e Horários de Passagem
Partida simbólica: Clube de Ciclismo de Tavira (10h50)
km 10,4: Meta Volante no Restaurante Alpendre (11h14)
km 69,1: Meta Volante em S. Brás Alportel (Luís dos Frangos) – 12h34
km 108,2: 1.ª passagem na meta – Edifício Atrium (13h27)
km 120,1: 2.ª passagem na meta – Edifício Atrium (13h43)
km 132: 3.ª passagem na meta – Edifício Atrium (14h00)
km 143,9: 4.ª passagem na meta – Edifício Atrium (14h16)
km 155,8: Meta: Edifício Atrium (14h32)

Pedimos a todos que tenham conta no facebook para seguir o direto na seguinte página: https://www.facebook.com/notes/volta-ao-algarve/direto-da-4%C2%AA-etapa-almod%C3%B4var-malh%C3%A3o-1645-km/409608322516684ve
CLASSIFICAÇÕES
4.ª Etapa: Almodôvar – Alto do Malhão, 164,5 km
1.º Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), 4h02m08s
2.º Rui Costa (Lampre-Merida), a 3s
3.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep), a 10s
4.º Eduard Prades (OFM-Quinta da Lixa), a 13s
5.º Tiago Machado (Netapp-Endura), mt
6.º Christopher Horner (Lampre-Merida), mt
7.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte), a 16s
8.º Peio Bilbao (Caga Rural-RGA Seguros), mt
9.º Alexandre Geniez (FDJ.fr), mt
10.º Sergey Firsanov (Rusvelo), mt

Geral Individual
1.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep), 13h05m50s
2.º Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), a 16s
3.º Rui Costa (Lampre-Merida), a 29s
4.º Alexandre Geniez (FDJ.fr), a 1m10s
5.º Wilco Kelderman (Belkin), a 1m29s
6.º Rubén Fernández (Caja Rural-RGA Seguros), a 1m30s
7.º Christopher Horner (Lampre-Merida), a 1m31s
8.º Eduard Prades (OFM-Quinta da Lixa), a 1m32s
9.º Simon Spilak (Katusha), a 1m38s
10.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte), a 1m41s

O polaco Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep) mantém a camisola amarela.

Alberto Contador (Tinkoff-Saxo) vence a etapa, Rui Costa (Lampre-Merida) é segundo. Michal Kwiatkowski (Omega-Phar-QuickStep) fecha o pódio da etapa.

Ricardo Vilela é alcançado pelo grupo principal.

Ricardo Vilela (OFM-Quinta da Lixa) ataca e está isolado em frente da corrida à entrada para o quilómetro final.

O pelotão inicia a subida para a meta. 2,6 quilómetros para o final da etapa.

A Tinkoff-Saxo estica o pelotão na aproximação à subida.

A 7 quilómetros da chegada, já não há fugitivos.

A 8 quilómetros da meta, Bjorn Thurau (Europcar) está isolado na frente da corrida, com 14 segundos sobre o pelotão.

A 10 quilómetros do final, o duo da dianteira apenas dispõe de uma margem de 10 segundos sobre o pelotão.

km 153: Ordem de passagem no P. Montanha 3.ª do Freixo:
1.º Gorka Izaguirre (Movistar)
2.º Bjorn Thurau (Europcar)
3.º Sérgio Paulinho (Tinkoff-Saxo)

km 152,5: Apenas resistem na frente dois dos fugitivos, Gorka Izaguirre (Movistar) e Bjorn Thurau (Europcar).

km 152: No início da curta mas muito íngreme subida do Freixo, os quatro fugitivos dispõem de 13 segundos de vantagem.

A 15 quilómetros do final, o quarteto em cabeça de corrida tem 15 segundos de vantagem sobre o pelotão.

km 143: Dá-se a junção na dianteira. Gorka Izaguirre (Movistar), Maxim Belkov (Katusha), Bjorn Thurau (Europcar) e Oscar Pujol (SkyDive-Dubai) pedalam em cabeça de corrida. Pelotão a 18 segundos.

Movimentações na cabeça do pelotão. Gorka Izaguirre (Movistar) isola-se, saindo no seu encalço Maxim Belkov (Katusha), Bjorn Thurau (Europcar) e Oscar Pujol (SkyDive-Dubai).

km 136: Fuga anulada pelo pelotão que é comandado pela Tinkoff-Saxo, que está a trabalhar em prol de Alberto Contador.
km 130: Os fugitivos estão à vista do pelotão. Aproxima-se o fim da aventura.

Os corredores aproximam-se da zona do traçado em que poderão dar-se as decisões. A 11,5 quilómetros do final, os ciclistas vão coroar um topo de um quilómetro (contagem de terceira categoria) que tem uma pendente média de 13 por cento. A subida final, de segunda categoria, tem uma extensão de 2600 metros e uma inclinação média de 9,6 por cento.

Milhares de pessoas esperam pelo regresso do pelotão à dura escalada do Malhão. Vive-se um ambiente de festa.
km 126: 34 segundos. A fuga parece condenada pela aceleração do pelotão, onde as equipas dos pretendentes à camisola amarela impõem um ritmo forte. Christopher Horner (Lampre-Merida) foi um dos responsáveis por romper o pelotão na subida ao Malhão, passando no alto com alguns metros de vantagem sobre o primeiro grande grupo. O favoritismo de Michal Kwiatkowski está a ser colocado à prova.

km 125: Apenas cinco corredores em cabeça de corrida: Pablo Lastras (Movistar), Laurens de Vreese (Wanty-Groupe Gobert), Jimmy Engoulvent (Europcar), Paul Voss (Netapp-Endura) e Diego Rubio (Efapel-Glassdrive). Pelotão a 56 segundos.

km 121,5: Ordem de passagem no Alto do Malhão, P. Montanha 2.ª Categoria:

1.º Laurens de Vreese (Wanty-Groupe Gobert)
2.º Paul Voss (Netapp-Endura)
3.º Pablo Lastras (Movistar)
4.º Diego Rubio (Efapel-Glassdrive)
5.º Julien Fouchard (Cofidis)

A primeira abordagem ao Malhão partiu o grupo da frente e fragmentou por completo o pelotão. Estão lançados os dados para uma etapa espectacular, que poderá mudar o rumo da corrida.

km 110: A 9 quilómetros do início da primeira subida ao Malhão, a vantagem dos fugitivos desce para 2m13s.

km 102: A diferença cai para 3m20s.

km 94: 4m10s

km 83: 4m37s

km 72: Ordem de Passagem na Meta Volante da Cortelha:

1.º Diego Rubio (Efapel-Glassdrive)

2.º Mickael Delage (FDJ.fr)

3.º Jimmy Engoulvent (Europcar)
km 61: A diferença entre o pelotão e os fugitivos estabilizou: 3m20s.

km 46: O pelotão está a 3m10s da cabeça de corrida.

km 42,5: Cumprida a primeira hora de prova. Pelotão a 2m45s dos fugitivos: Pablo Lastras (Movistar), Michael Delage (FDJ.fr), Laurens de Vreese (Wanty-Groupe Gobert), Jimmy Engoulvent (Europcar), Julien Fouchard (Cofidis), Paul Voss (Netapp-Endura), Diego Rubio (Efapel-Glassdrive) e Soufianne Haddi (SkyDive-Dubai)

km 30,6: Ordem de passagem na Meta Volante de Almodôvar:

1.º Diego Rubio (Efapel-Glassdrive)

2.º Jimmy Engoulvent (Europcar)

3.º Soufianne Haddi (SkyDive-Dubai)

km 23: 2m40s entre os oito fugitivos e o pelotão.

km 15: O corredor que estava em posição intermédia foi alcançado. Pelotão a 2m24s da frente da corrida.

km 13: A diferença face ao pelotão cresce para 2m21s. Em posição intermédia, a 1m56s da frente, rola Antonio Molina (Caja Rural-Seguros RGA).

km 8: O grupo em fuga tem 55 segundos de vantagem sobre o pelotão. Composição do grupo em fuga: Pablo Lastras (Movistar), Michael Delage (FDJ.fr), Laurens de Vreese (Wanty-Groupe Gobert), Jimmy Engoulvent (Europcar), Julien Fouchard (Cofidis), Paul Voss (Netapp-Endura), Diego Rubio (Efapel-Glassdrive) e Soufianne Haddi (SkyDive-Dubai)

km 5: Oito corredores saltam do pelotão, mas a diferença ainda é escassa.

km 3: Muitas tentativa de sair do pelotão, mas o grande grupo não concede autorização para a formação de qualquer fuga.

km 0: Foi dada a partida real e, de imediato, sucedem-se as tentativas de fuga.

Foi dada a partida simbólica para a quarta etapa da Volta ao Algarve, perante um numeroso e entusiástico público.

Sejam bem vindos à quarta etapa da 40.ª Volta ao Algarve, uma ligação de 164,5 quilómetros que vai começar no Alentejo, em Almodôvar, para terminar no Alto do Malhão, com a meta a coincidir com um prémio de montanha de 2.ª categoria.

É a última oportunidade para Alberto Contador (Tinkoff-Saxo) e Rui Costa (Lampre-Merida) tentarem contrair o domínio de Michal Kwiatkowski. O polaco parte com 32 segundos de vantagem sobre o espanhol e 38 segundos de avanço relativamente ao português campeão mundial de fundo.

A subida final, de segunda categoria, que será escalada duas vezes, tem uma extensão de 2600 metros e uma inclinação média de 9,6 por cento. A 11,5 quilómetros do final, os corredores vão coroar um topo de um quilómetro (contagem de terceira categoria) que tem uma pendente média de 13 por cento.

Locais de Passagem e horários
Partida simbólica: Convento de N.ª Sr.ª da Conceição (10h50)
km 30,6: Meta Volante em Almodôvar (11h41)
km 72: Meta Volante na Cortelha (12h38)
km 121,5: P. Montanha 2.ª Malhão (13h45)
km 153: P. Montanha 3.ª Freixo (14h28)
km 164,5: Meta e P. Montanha 2.ª Malhão (14h44)

Direto da 3.ª Etapa: https://www.facebook.com/notes/volta-ao-algarve/direto-da-3%C2%AA-etapa-vila-do-bispo-sagres-136-km-cr/409137712563745

CLASSIFICAÇÕES
3.ª Etapa: Vila do Bispo – Sagres, 13,6 km (C/R)
Top 10 na etapa
1.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep), 14m03s
2.º Adriano Malori (Movistar), a 11s
3.º Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep), a 13s
4.º Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), a 20s
5.º Alex Dowsett (Movistar), a 25s
6.º Jan Barta (Netapp-Endura), a 28s
7.º Rick Flens (Belkin), a 29s
8.º Thomas de Gendt (Omega Pharma-QuickkStep), a 30s
9.º Wilco Kelderman (Belkin), mt
10.º Alexandre Geniez (FDJ.fr), a 33s

Geral Individual
1.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep), 9h03m36s
2.º Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), a 32s
3.º Rui Costa (Lampre-Merida), a 38s
4.º Alexandre Geniez (FDJ.fr), a 1m00s
5.º Sergei Chernetski (Katusha), a 1m03s
6.º Wilco Kelderman (Belkin), a 1m08s
7.º Rubén Fernández (Caja Rural-RGA Seguros), a 1m20s
8.º Simon Spilak (Katusha), a 1m23s
9.º Christopher Horner (Lampre-Merida), a 1m24s
10.º Eduard Prades (OFM-Quinta da Lixa), a 1m25s

Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep) vence o contrarrelógio e reforça a liderança na geral individual: 14m10s

Rui Costa (Lampre-Merida): 14m37s

Michal Kwiatkowski tem o melhor tempo intermédio.

Alberto Contador (Tinkoff-Saxo): 14m23s

Eduard Prades (OFM-Quinta da Lixa): 15m12s

Só falta a chegada dos quatro primeiros da geral individual.

Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte) faz 15m07s.

14m56s para Rubén Fernández (Cja Rural-Seguros RGA)

14m39s para Sergei Chernetski (Katusha)

15m23s para Jonathan Castroviejo (Movistar)

Partiu o camisola amarela!

Simon Spilak (Katusha) conclui a prova com 14m59s.

Chris Horner termina com 15m00s, fora dos 20 primeiros da etapa.

Top 10 provisório na etapa

1.º Adriano Malori (Movistar), 14m14s

2.º Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep), 14m16s
3.º Alex Dowsett (Movistar), 14m28s
4.º Jan Barta (Netapp-Endura), 14m31s
5.º Rick Flens (Belkin), 14m32s
6.º Thomas de Gendt (Omega Pharma-QuickkStep), 14m33s
7.º Wilco Kelderman (Belkin), 14m33s

8.º Alexandre Geniez (FDJ.fr), 14m36s
9.º Julien Vermote (Omega Pharma-QuickStep), 14m37s
10.º Florian Senechal (Cofidis), 14m38s

No ponto intermédio, o campeão espanhol de contrarrelógio, Jonathan Castroviejo (Movistar) perde 11 segundos para o melhor tempo que, ali, pertencia a Tony Martin, e perde 9 segundos para Adriano Malori que tem, nesta altura, o melhor registo na meta.

Wilco Kelderman (Belkin) faz o sétimo tempo: 14m33s

Vão agora para a estrada os cinco primeiros da classificação geral individual!

Novo melhor tempo! Adriano Malori (Movistar) faz 14m14s, menos 2s do que Tony Martin!

Adriano Malori (Movistar), que ainda não terminou a prova, tem o segundo melhor tempo no ponto intermédio, onde Tony Martin passou com o melhor registo.

Top 10 provisório na etapa
1.º Adriano Malori (Movistar), 14m14s
2.º Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep), 14m16s
3.º Alex Dowsett (Movistar), 14m28s
4.º Jan Barta (Netapp-Endura), 14m31s
5.º Rick Flens (Belkin), 14m32s
6.º Thomas de Gendt (Omega Pharma-QuickkStep), 14m33s
7.º Wilco Kelderman (Belkin), 14m33s
8.º Alexandre Geniez (FDJ.fr), 14m36s
9.º Julien Vermote (Omega Pharma-QuickStep), 14m37s
10.º Florian Senechal (Cofidis), 14m38s

Tiago Machado (Netapp-Endura) passa o risco com 15m01s.

Falta a chegada de 37 corredores, o top 5 continua inalterado:

Classificação provisória
1.º Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep), 14m16s (Média: 57, 196 km/h)
2.º Alex Dowsett (Movistar), 14m28s

3.º Jan Barta (Netapp-Endura), 14m31s
4.º Rick Flens (Belkin), 14m32s
5.º Thomas de Gendt (Omega Pharma-QuickkStep), 14m33s

O campeão da República Checa de fundo e de contrarrelógio, Jan Barta (Netapp-Endura) termina a prova com 14m31s, terceiro melhor registo.

Chega Sérgio Paulinho (Tinkoff-Saxo) com 14m56s, 14.º melhor tempo.

1.º Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep), 14m16s (Média: 57, 196 km/h)
2.º Alex Dowsett (Movistar), 14m28s
3.º Jan Barta (Netapp-Endura), 14m31s
4.º Rick Flens (Belkin), 14m32s
5.º Thomas de Gendt (Omega Pharma-QuickkStep), 14m33s

O tricampeão mundial de contrarrelógio, Tony Martin, continua com o melhor registo, tendo pedalado à impressionante média de 57,196 km/h num percurso bastante técnico, no início e no final, onde os corredores encontraram muitas curvas apertadas e viragens espectaculares.

Pedimos desculpa pelo atraso na divulgação das informações.

Neste momento, o top 5 é o seguinte:

1.º Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep), 14m16s (Média: 57, 196 km/h)

2.º Alex Dowsett (Movistar), 14m28s

3.º Rick Flens (Belkin), 14m32s

4.º Thomas de Gendt (Omega Pharma-QuickkStep), 14m53s

5.º Julien Vermote (Omega Pharma-QuickStep), 14m37s

Sejam bem vindos à terceira etapa da 40.ª Volta ao Algarve, um contrarrelógio individual de 13,6 quilómetros, entre Vila do Bispo e Sagres. O primeiro corredor a sair para a estrado foi o líder da classificação da montanha, Valter Pereira (Banco BIC-Carmim), que saiu às 12h30.

Horário de saída dos 10 melhores na geral individual

14h59 – Christopher Horner

15h01 – Simon Spilak

15h03 – Jonathan Castroviejo

15h05 – Sergei Chernetski

15h07 – Rubén Fernández

15h09 – Edgar Pinto

15h11 – Eduard Prades

15h13 – Alberto Contador

15h15 – Rui Costa

15h17 – Michal Kwiatkowski

Lista completa de partida: http://www.uvp-fpc.pt/pagina_file_ver.php?ficheiro=20022014172154.pdf

Classificações
2.ª Etapa: Lagoa – Monchique, 196 km
1.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep), 4h57m57s (Média: 39,470 km/h)
2.º Rui Costa (Lampre-Merida), a 6s
3.º Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), mt
4.º Eduard Prades (OFM-Quinta da Lixa), mt
5.º Alexandre Geniez (FDJ.fr), a 17s
6.º Sergei Chernetski (Katusha), mt
7.º Christopher Horner (Lampre-Merida), mt
8.º Sergey Firsanov (Rusvelo), mt
9.º Jonathan Castroviejo (Movistar), mt
10.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte), mt

Geral Individual
1.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep), 8h49m33s
2.º Rui Costa (Lampre-Merida), a 4s
3.º Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), a 12s
4.º Eduard Prades (OFM-Quinta da Lixa), a 16s
5.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte), a 27s
6.º Rubén Fernández (Caja Rural), mt
7.º Sergei Chernetski (Katusha), mt
8.º Jonathan Castroviejo (Movistar), mt
9.º Simon Spilak (Katusha), mt
10.º Christopher Horner (Lampre-Merida), mt

O corredor polaco é o novo camisola amarela.
Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep) vence a etapa isolado. Rui Costa (Lampre-Merida) é segundo e Alberto Contador (Tinkoff-Saxo) é o terceiro classificado.
Último quilómetro para Michal Kwiatkowski
A perseguição a Kwiatkowski é feita por Alberto Contador, Rui Costa e Eduard Prades.
km 193: A 3 km da meta, Michal Kwiatkowski segue isolado em cabeça de corrida. Perseguidores a 12 segundos.
km 190,2: Ordem de passagem no P. Montanha de 3.ª Categoria:
1.º Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep)
2.º Eduard Prades (OFM-Quinta da Lixa)
3.º Christopher Horner (Lampre-Merida)
km 190: O campeão polaco dispõe de 10 segundos de vantagem sobre a cabeça do pelotão.
km 189,5: Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep) tenta sair do pelotão.
km 189: Pelotão está a 1 km do prémio da montanha e a 7 quilómetros da chegada. A subida foi endurecida, mas ainda não produziu qualquer ataque que isolasse alguémem frente de corrida.
km 186: A Tinkoff-Saxo impõe o ritmo na subida.
km 185: A Tinkoff-Saxo encabeça o pelotão no início da subida de 4,6 quilómetros que tem uma inclinação média de 7,3 por cento. Após o alto, restarão 5,8 quilómetros até à meta.
Na aproximação ao início da subida, o pelotão mantém-se compacto.
km 182: Agora é a Belkin que comanda o pelotão, que se mantém compacto.
km 180: Pelotão alcança o fugitivo.
km 177,7: O pelotão, comandado pela Movistar, passa na meta em perseguição do fugitivo, que dispõe de apenas 10 segundos de vantagem. A dureza da etapa já fez mossa: o pelotão já perdeu muitas unidades.
km 176: A 20 quilómetros da chegada, Pello Bilbao segue com 10 segundos de vantagem sobre o pelotão. Falta pouco mais de dois quilómetros para a primeira passagem pela meta.
km 173,5: A diferença do escapado para o pelotão é de apenas 8 segundos.
km 173: A Movistar lidera a perseguição a Bilbao.
km 172: Peio Bilbao (Caja Rural) tenta sair do pelotão.
km 165: Apesar de algumas movimentações, a Tinkoff-Saxo não permite a formação de qualquer fuga.
km 155: Pelotão compacto, com a Tinkoff-Saxo no comando das operações. A equipa confia em Alberto Contador e Rafal Majka.
km 147: A situação mantém-se: a Saxo-Tinkoff na frente do pelotão não autoriza a saída de qualquer corredor.
km 142: A Tinfoff-Saxo está a acelerar o ritmo no pelotão, preparando o assalto de Alberto Contador à liderança. Pelotão compacto.
km 139,7: Ordem de passagem na contagem de montanha de 3.ª categoria em Aljezur:
1.º Valter Pereira (Banco BIC-Carmim)
2.º Bruno Silva (Efapel-Glassdrive)
3.º Cédric Pineau (Cofidis)
A Tinfoff-Saxo coloca o ritmo no pelotão, que já alcançou César Fonte e Luís Afonso.
km 134,5: No início da primeira subida pontuável para a montanha, descolam César Fonte e Luís Afonso.
km 133: Já são cinco os corredores em cabeça de corrida: Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), César Fonte (Rádio Popular) e Valter Pereira (Banco BIC-Carmim), Cédric Pineau (FDJ.fr) e Bruno Silva (Efapel-Glassdrive)

km 132: Ordem de passagem na Meta Volante de Aljezur:
1.º César Fonte (Rádio Popular)
2.º Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte)
3.º Valter Pereira (Banco BIC-Carmim)
César Fonte reforça a liderança nas Metas Volantes
km 129: Pelotão a 35 segundos do trio da frente: Há dois corredores em posição intermédia.
km 125: Fuga de três corredores: Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), César Fonte (Rádio Popular) e Valter Pereira (Banco BIC-Carmim). Pelotão a 20 segundos.
km 119: Fuga anulada. Pelotão de novo compacto. Nas primeiras três horas de corrida rolou-se à média de 38 km/h.

Direto também em: https://www.facebook.com/notes/volta-ao-algarve/direto-da-2%C2%AA-etapa-lagoa-monchique-196km/408548772622639

Composição do novo grupo de fugitivos: Mickael Delage (FDJ.fr), Luís Fernandes (OFM-Quinta da Lixa), Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), César Fonte (Rádio Popular) e Valter Pereira (Banco BIC-Carmim). Os líderes das metas volantes e da montanha, César Fonte e Valter Pereira, respetivamente, lutam por manter as lideranças, enquanto Luís Afonso tenta aproximar-se da frente em ambas as classificações.

km 113: Cinco homens saem do pelotão e dispõem de 15 segundos de vantagem

km 109,5: Fuga anulada. Pelotão compacto.

km 98: A Rádio Popular comanda o pelotão, defendendo a liderança de César Fonte nas Metas Volantes. A diferença cai para 1m15s.

km 97 Meta Volante em Vila do Bispo:
1.º Arnaud Démare (FDJ.fr)
2.º Florian Senechal (Cofidis)
3.º Alexandre Pichot (Europcar)

km 89: A diferença cai para 2m33s.

km 83: Frente de corrida: Arnaud Démare (FDJ.fr), Alexandre Pichot (Europcar) e Florian Senechal (Cofidis). Pelotão a 3m17s. A Lampre-Merida comanda o pelotão.

km 70: 3m38s

km 63: 4m02s

km 53: Ordem de passagem na Meta Volante instalada no Autódromo Internacional do Algarve:
1.º Arnaud Démare (FDJ.fr)
2.º Florian Senechal (Cofidis)
3.º Alexandre Pichot (Europcar)

km 41; Está cumprida a primeira hora de corrida. Pelotão a 3m15s da frente da corrida.

km 35: A diferença está estabilizada: 3m18s

km 27,5: A vantagem dos fugitivos continua a aumentar: 3m15s

km 22: Arnaud Démare (FDJ.fr), Alexandre Pichot (Europcar) e Florian Senechal (Cofidis) em fuga. Pelotão a 2m44s.

km 20: O trio de escapados dispõe de 2m20s de vantagem sobre o pelotão.

km 13: Os três fugitivos têm o beneplácito do pelotão para levarem a iniciativa a bom porto, a diferença é de 2m17s.

km 8: Ataque de três corredores: Arnaud Démare (FDJ.fr), Alexandre Pichot (Europcar) e Florian Senechal (Cofidis).

km 0: Está dada a partida real.

Está na estrada a segunda etapa da Volta ao Algarve. O pelotão faz, neste momento, o percurso neutralizado entre a partida simbólica e a partida real.

Bom dia, sejam bem vindos ao direto da segunda etapa da Volta ao Algarve

Ontem o direto sofreu algumas perturbações, devido ao elevado número de acessos. Por isso, hoje estaremos em direto, simultaneamente, nesta página e no facebook, na seguinte ligação: https://www.facebook.com/notes/volta-ao-algarve/direto-da-2%C2%AA-etapa-lagoa-monchique-196km/408548772622639

A segunda etapa da 40.ª Volta ao Algarve vai levar o pelotão de 158 corredores de Lagoa até Monchique, numa viagem de 196 quilómetros.

Prevê-se que seja a primeira oportunidade para os pretendentes à camisola amarela testarem os rivais, na exigente subida de 4,6 quilómetros que antecede a meta em 5,8 quilómetros.

Horários e locais de passagem:
Partida simbólica: Auditório Municipal de Lagoa (10h50)
km 53: Meta Volante no Autódromo do Algarve (12h12)
km 97: Meta Volante em Vila do Bispo (13h12)
km 132: Meta Volante em Aljezur (14h00)
km 139,7: P. Montanha 3.ª categoria Aljezur (14h10)
km 177,7: 1.ª Passagem na Meta – BV Monchique (15h02)
km 190,2: P. Montanha 3.ª categoria Monchique (15h19)
km 196: Meta – BV Monchique (15h27)

Líderes da Volta ao Algarve
Geral Individual: Sacha Modolo (Lampre-Merida)
Pontos: Sacha Modolo (Lampre-Merida)
Montanha: Valter Pereira (Banco BIC-Carmim)
Metas Volantes: César Fonte (Rádio Popular)
Equipas: Lampre-Merida

Classificações
1.ª Etapa: Faro – Albufeira, 160 km
1.º Sacha Modolo (Lampre-Merida), 3h51m46s (Média: 41,421 km/h)
2.º Rui Costa (Lampre-Merida), mt
3.º Alessandro Petacchi (Omega Pharma-QuickStep), mt
4.º Bryan Coquard (Europcar), mt
5.º Danilo Napolitano (Wanty-Groupe Gobert), mt
6.º Arnaud Démare (FDJ.fr), mt
7.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte), mt
8.º Daniel Schorn (Netapp-Endura), mt
9.º Alexey Tsatevitch (Katusha), mt
10.º Juan José Lobato (Movistar), mt

Geral Individual
1.º Sacha Modolo (Lampre-Merida), 3h51m36s (Média: 41,421 km/h)
2.º César Fonte (Rádio Popular), a 1s
3.º Rui Costa (Lampre-Merida), a 4s
4.º Alessandro Petacchi (Omega Pharma-QuickStep), a 6s
5.º Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), mt
6.º Bryan Coquard (Europcar), a 10s
7.º Danilo Napolitano (Wanty-Groupe Gobert), mt
8.º Arnaud Démare (FDJ.fr), mt
9.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Antarte), mt
10.º Daniel Schorn (Netapp-Endura), mt

Km 160: Sacha Modolo (Lampre-Merida) vence ao sprint, diante de Rui Costa (Lampre-Merida) e de Alessandro Petacchi (Omega Pharma-QuickStep), segundo e terceiro, respetivamente.

km 155: Pelotão compacto

km 152: Pelotão compacto a 8 km da meta.

Adivinha-se uma chegada ao sprint. Candidatos à vitória na etapa: Mark Cavendish e Mark Renshaw (Omega Pharma-QuickStep), José Joaquín Rojas (Movistar), Sacha Modolo e Roberto Ferrari (Lampre-Merida), Arnadu Démare (FDJ.fr), Danilo Napolitano (Wanty-Groupe Gobert), Bryan Coquard (Europcar), Jerôme Coppel (Cofidis) e Lucas Haedo (SkyDive-Dubai).

km 147: Pelotão compacto. Omega Pharma-QuickStepe no comando do pelotão.

km 140: Fuga anulada. Efapel-Glassdrive na cabeça do pelotão.

km 137: Apenas Alexandr Pliuschin (SkyDive-Dubai) em frente de corrida. Pelotão comandado pela Omega Pharma-QuickSte a 22 segundos

km 130: A fuga parece condenada: 30 segundos de diferença.
km 120: A diferença dos três fugitivos para o pelotão cai para 1m22s.
km 95: Já não há corredores em posição intermédia. Na frente seguem Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), César Fonte (Rádio Popular) e Alexandr Pliuschin (SkyDive-Dubai). Pelotão a 2m41s.

km 72: Trio da frente tem 34 segundos sobre o duo perseguidor. Pelotão a 4m34s da dianteira.

Km 71,5 Ordem de passagem na Meta Volante de S. Bartolomeu de Messines:
1.º César Fonte (Rádio Popular)
2.º Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte)
3.º Alexandr Pliuschin (SkyDive-Dubai)

km 67,5: O trio da dianteira aumenta a vantagem sobre os perseguidores para 40 segundos. Pelotão a 4m10s.

km 50: Grupo dianteiro desmembrado. Na frente Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), César Fonte (Rádio Popular) e Alexandr Pliuschin (SkyDive-Dubai). A 15 segundos Valter Pereira (Banco BIC-Carmim) e Bruno Silva (Efapel-Glassdrive). Pelotão a 4m07s.

km 40: Movimentações na cabeça da corrida com corredores a atacar na frente.

Na primeira hora foram percorridos 34,4 quilómetros. Como a fuga aconteceu cedo, o ritmo rapidamente esmoreceu. O vento também contribuiu para a baixa velocidade inicial.
km 34: Pelotão a 3m31s dos cinco fugitivos. Lembramos a composição do grupo em fuga: Bruno Silva (Efapel-Glassdrive), Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), César Fonte (Rádio Popular), Valter Pereira (Banco BIC-Carmim) e Alexandr Pliuschin (SkyDive-Dubai).

km 33,9: Ordem de passagem na montanha de 3.ª categoria:
1.º Valter Pereira (Banco BIC-Carmim)
2.º Bruno Silva (Efapel-Glassdrive)
3.º César Fonte (Rádio Popular)

km 28: A diferença entre a cabeça de corrida e o pelotão cai para 2m44s. Não há corredores em posição intermédia.
km 20: O pelotão está a 3m23s dos cinco fugitivos. As comunicações não nos permitem saber se ainda se mantém um homem em posição intermédia.
km 12,5: Ordem de passagem na Meta Volante da Bordeira:
1.º César Fonte (Rádio Popular)
2.º Bruno Silva (Efapel-Glassdrive)
3.º Valter Pereira (Banco BIC-Carmim)
km 12: Os cinco ciclistas em fuga são Bruno Silva (Efapel-Glassdrive), Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), César Fonte (Rádio Popular), Valter Pereira (Banco BIC-Carmim) e Alexandr Pliuschin (SkyDive-Dubai). Em posição intermédia segue Francisco Moreno (Louletano-Dunas Douradas).
km 10: Cinco corredores destacam-se do pelotão
km 3: Pelotão compacto.
Alinharam os 159 corredores inscritos. O pelotão segue no percurso neutralizado, a caminho da partida real.
Está na estrada a primeira etapa da 40.ª Volta ao Algarve. Os corredores têm pela frente 160 quilómetros, a percorrer entre Faro e Albufeira.
Bem vindos à 40.ª edição da Volta ao Algarve

A primeira etapa da competição vai ligar Faro a Albufeira, ao longo de 160 quilómetros:

Locais de passagem
Partida simbólica: Jardim Manuel Bivar (10h50)
km 12,6: Meta Volante na Bordeira (11h17)
km 33,9: P. Montanha 3.ª Categoria (11h46)
km 71,5: Meta Volante em S. Bartolomeu de Messines (12h37)
km 133,6: Meta Volante em Albufeira/Meta (14h02)
km 160: Chegada (14h38)

Direto

Direto

Direto